logo
Três homens idosos sentados em um banco à beira-mar | Foto: Shutterstock
Três homens idosos sentados em um banco à beira-mar | Foto: Shutterstock

4 amigos prometem se encontrar em 40 anos: 3 homens aparecem e encontram uma mensagem que diz: "Eu não vou" - História do dia

Guadalupe Campos
Nov 20, 2023
07:12 A.M.
Share this pen
FacebookFacebookTwitterTwitterLinkedInLinkedInEmailEmail

Quatro melhores amigos ficaram com o coração partido ao se separarem depois de se formarem no ensino médio. Então, eles prometeram uns aos outros que, independentemente do que acontecesse, eles se encontrariam novamente no mesmo local depois de 40 anos. Mas, no dia do tão esperado reencontro, um de seus amigos não apareceu e eles decidiram descobrir o motivo.

Advertisement

Os raios dourados do sol poente atravessavam as nuvens rosadas, lançando um brilho alaranjado na areia e no mar. Quatro amigos, Ben, Todd, Willie e Karl, estavam sentados em um banco na praia de Santa Mônica, com o coração pesado pelo peso da separação iminente.

Os garotos haviam se formado no ensino médio só ontem, mas isso já parecia ter acontecido há muito tempo. O momento agridoce significava o fim de sua bela vida escolar e o início de algo desconhecido. Para Willie, Ben, Todd e Karl, aquele dia marcou o triste fim de sua amizade tão unida.

À medida que o tempo passava, seus corações ficavam mais pesados. Os meninos falaram sobre o baile da noite anterior... Sobre a paixão de Ben por sua colega de classe e tudo o que era irrelevante, tentando adiar a conversa sobre o futuro, pois não conseguiam suportar a dor da separação...

Imagem para fins ilustrativos | Foto: Getty Images

Imagem para fins ilustrativos | Foto: Getty Images

Advertisement

Karl viajaria para a Espanha para se encontrar com seus pais e sua namorada no dia seguinte. Ben iria para a faculdade em Nova Iorque, enquanto Todd planejava ir morar com seu pai no México dois dias depois. Apenas Willie estava de volta a Los Angeles, e os amigos não tinham ideia de quando se veriam novamente.

Naquele momento, Willie tirou seu caderno da mochila e rasgou quatro folhas de papel nas quais os garotos escreveram seus futuros endereços, prometendo enviar cartas um para o outro todos os meses. Uma vez feita essa promessa, o rapaz propôs uma ideia para selar a amizade deles para sempre.

"Que tal nos encontrarmos aqui todo ano? Nesta praia de Santa Mônica... neste banco?", disse Willie.

Imagem para fins ilustrativos | Foto: Pexels

Imagem para fins ilustrativos | Foto: Pexels

Advertisement

"Está falando sério, amigo? Mas acho que não vai dar certo... Não posso pagar uma passagem de avião da Espanha para Los Angeles todos os anos", disse Karl.

"Até eu duvido que dê certo... Provavelmente estarei em um cruzeiro com meus pais no ano que vem por volta desta época. Acho que não poderei ir todo ano porque meu pai costuma ser transferido para outros estados", comentou Ben.

Os amigos suspiraram de decepção ao perceberem que provavelmente nunca mais se encontrariam. Isso lhes doeu no coração, e eles desejaram não ter que viver um dia tão triste. A amizade que eles formaram e celebraram ao longo dos anos era muito forte e inesquecível para ser abandonada tão facilmente. Portanto, Willie não iria desistir e imediatamente elaborou outro plano.

Uma promessa feita uma vez é uma promessa que será mantida por toda a vida.

" Bem, a vida vai ficar mais ocupada para nós, e não vamos nos encontrar com frequência. Concordo! Mas e se nós jurássemos nos encontrar daqui a quarenta anos aqui e no mesmo dia... Em 11 de junho de 2017? Tenho certeza de que podemos fazer isso! O que vocês acham?"

Imagem para fins ilustrativos | Foto: Pixabay

Imagem para fins ilustrativos | Foto: Pixabay

Advertisement

Ben, Todd e Karl explodiram em uma gargalhada estridente. Eles achavam que a ideia de Willie era maluca e praticamente impossível.

"Está de brincadeira, cara? Você quer que nos encontremos depois de quarenta anos... depois de uma vida inteira de experiências e aventuras? Por favor, me diga que é uma piada!" Ben deu uma risadinha.

"E por que você escolheu exatamente quarenta anos?" Karl acrescentou.

"Parem de rir, seus idiotas! Escolhi quarenta anos porque não acho que vocês viveriam mais com essa língua comprida e esse cérebro do tamanho de uma ervilha!", respondeu Willie, tentando aliviar o clima sombrio.

"Pensem de novo, amigos! É o momento perfeito para nos encontrarmos... já estaríamos até aposentados, teríamos todo o tempo e energia para nos encontrarmos, conversarmos, dançarmos e fazermos tudo o que fazíamos na escola!"

"Ah, vamos lá, Willie! Não estaremos na escola depois de quarenta anos. Seríamos um bando de velhos carecas com barriga, andando por aí com bengalas!" Karl riu.

"Pessoal, o que é? Por que estão olhando para mim desse jeito? Estou falando sério... Ele ficou louco! Tudo bem! Ainda acho que isso é loucura, certo? Puxa vida, as coisas que tenho de fazer por amizade!"

Advertisement

Ben, Todd e Willie levaram a ideia muito a sério e, por fim, Karl não teve escolha a não ser concordar. Os rapazes então prometeram se reunir nessa praia a qualquer custo, sem nenhuma desculpa, quarenta anos depois, se ainda estivessem vivos.

Imagem para fins ilustrativos | Foto: Pixabay

Imagem para fins ilustrativos | Foto: Pixabay

"Pessoal, não se esqueçam. Vamos nos encontrar aqui no dia 11 de junho de 2017, às 17 horas em ponto!" Willie lembrou seus amigos novamente.

A ideia do reencontro iluminou seus corações, trazendo uma sensação de esperança e alegria. Ao se separarem, os amigos se abraçaram com força e choraram, sentindo o peso de sua amizade e da promessa que tinham feito.

O futuro era incerto e eles não tinham ideia se iriam se encontrar como planejado. Mas os meninos sabiam que, independentemente do que acontecesse, fariam de tudo para manter a promessa e, com um coração mais forte do que as marés, eles se separaram naquela noite.

Advertisement

Quarenta anos se passaram e os amigos estavam ocupados com suas próprias vidas em diferentes cantos do mundo. Willie fundou uma empresa de TI em Silicon Valley. Todd se aposentou da navegação e assumiu a loja de iscas de seu falecido pai no México. Enquanto isso, Ben tornou-se um dos advogados mais aclamados de Nova Iorque. Todos eles se casaram e tiveram muitos filhos e netos.

Ben, Todd e Willie se encontravam com frequência, mas nunca mais viram Karl. Embora mantivessem contato com ele por meio de cartas e chamadas telefônicas ao longo dos anos, começaram a se preocupar quando Karl subitamente parou de se comunicar com eles. Foi muito estranho.

Imagem para fins ilustrativos | Foto: Unsplash

Imagem para fins ilustrativos | Foto: Unsplash

"Tem certeza de que ele está bem?" perguntou Ben a Willie em uma ligação um dia. "Ele também não escreveu para mim. Eu até tentei ligar para ele, mas ele não atende."

Advertisement

"Quando falamos pela última vez, ele me disse que tinha um negócio imobiliário e que estava construindo vilas em Paris. Eu estive em Paris no verão passado... Até liguei para ele e disse que queria conhecê-lo. Mas ele disse que estava ocupado em algum negócio. Mas ele disse que estava ocupado em outro país. Eu estive na Espanha algumas vezes, e ele me disse que estava em sua cidade natal. Mas ele se negou a me encontrar... disse que estava ocupado com seus clientes", disse Willie.

Eles nunca mais viram Karl depois de seu último encontro na praia de Santa Monica, na noite de 11 de junho de 1977. De acordo com suas últimas cartas, ele dizia que era um empresário bem-sucedido, casado e com dois filhos. Mas, por algum motivo, ele misteriosamente parou de responder às cartas e chamadas de seus amigos e nem sequer estava presente nas redes sociais.

Por fim, a data do tão esperado reencontro se aproximou, mas Willie não conseguia se livrar da sensação de que tinha algo errado com Karl. Ele até tentou ligar para ele várias vezes, mas suas ligações iam imediatamente para o correio de voz. Às vezes, Willie até se perguntava se o sucesso de Karl não teria lhe subido à cabeça e se ele teria se tornado ocupado demais para seus antigos amigos.

Faltando apenas dois dias para o encontro, Willie ligou para seus amigos, lembrando-os da reunião. Em seguida, ligou para Karl, mas, sem surpresa, sua ligação caiu na caixa postal novamente. Ele ficou decepcionado, mas manteve suas esperanças de que Karl conseguiria chegar no dia prometido.

Advertisement

Imagem para fins ilustrativos | Foto: Pexels

Imagem para fins ilustrativos | Foto: Pexels

O dia de seus sonhos finalmente chegou, e Willie estava na praia de Santa Monica, olhando os raios dourados do sol poente atravessando as nuvens alaranjadas. Isso o fez lembrar da tarde de 40 anos atrás, quando eles se separaram naquela mesma praia. Enquanto Willie aguardava a chegada dos amigos, sua mente não conseguia deixar de se preocupar com Karl, a peça que faltava na amizade deles.

Quando estava na escola, Karl era o mais curioso entre os quatro e era o primeiro em todas as reuniões. Mas naquele dia, algo parecia errado, pois ele não estava lá conforme tinha prometido.

"O que aconteceu com Karl? Será que ele virá? Será que ele se esqueceu da promessa que fizemos há quarenta anos?" ponderou Willie.

Advertisement

"Olá, meu doce malandro!" Ben pulou em Willie por trás, assustando-o. Todd correu até eles com os braços abertos no ar, gritando como uma criança. Os três homens se abraçaram e choraram como crianças, como se tivessem se encontrado depois de muito tempo.

"Onde está Karl? Você ligou para ele?" perguntou Ben.

Willie suspirou desapontado, pegou o celular e ligou para Karl. Mas, mais uma vez, não houve resposta.

"Talvez devêssemos esperar... Ele deve estar a caminho", disse Todd, e os demais assentiram.

Os amigos relembraram os bons e velhos tempos e riram muito enquanto caminhavam pela praia. Mas a alegria desapareceu em um piscar de olhos quando perceberam que já eram seis horas e Karl ainda não havia chegado. Eles não conseguiam imaginar o que poderia ter acontecido com ele e por que ele não teria chegado ainda.

Imagem para fins ilustrativos | Foto: Getty Images

Imagem para fins ilustrativos | Foto: Getty Images

Advertisement

"É ele?" Ben apontou de repente para a silhueta de um homem que se aproximava deles. Os olhos de Todd e Willie se iluminaram de alegria, esperando que fosse seu amigo Karl.

"Não, amigo! É um garoto... Não é o Karl", Willie ficou desapontado.

Os amigos não puderam evitar a sensação de estarem perdidos sem seu velho amigo. A amizade deles costumava ser muito unida, e eles tinham sonhado grandes sonhos e até jurado que nada mudaria entre eles.

Mas, em algum ponto do caminho, Karl tomou uma direção desconhecida e seus amigos não conseguiam entender por que ele os estava evitando.

Assim, com o coração partido, Ben, Todd e Willie marcharam até seu local favorito na praia, o velho banco de madeira onde prometeram se encontrar. Nesse momento, o olhar de Ben se desviou para algo que se agitava no banco.

"Pessoal, o que é isso?", alertou os outros dois, apontando para o que parecia ser um papel fixado no braço do banco de madeira.

Imagem para fins ilustrativos | Foto: Getty Images

Imagem para fins ilustrativos | Foto: Getty Images

Advertisement

Uma sensação de desconforto se apoderou deles quando Willie arrancou o bilhete do alfinete. Eles ficaram feito pedra depois de ler a primeira linha e reconhecer que a letra era de Karl.

"Todd, Ben, Willie, sou eu, Karl. Perdi todos os seus números de telefone e endereços, por isso não consegui entrar em contato com vocês. Sinto muito por isso. Pedi a alguém que entregasse esta mensagem a vocês. Espero que estejam todos bem e felizes. Sinto muito por não termos nos encontrado todos esses anos, mas lembrem-se de que amo vocês acima de tudo. Sei que pode ser decepcionante, pessoal. Eu não vou! Mas desejo a vocês boa sorte e espero que se divirtam muito na praia. Não fiquem esperando por mim. Eu não irei. Amo vocês, amigos. - Com amor, Karl".

Ben, Todd e Willie não conseguiam acreditar no que viam. Era estranho que Karl, que tinha parado de entrar em contato com eles, de repente os procurasse por meio de uma mensagem inesperada como essa.

Além disso, o fato de ele não ter aparecido naquela tarde, apesar de ter prometido fazê-lo, aumentou suas suspeitas.

Imagem para fins ilustrativos | Foto: Pexels

Imagem para fins ilustrativos | Foto: Pexels

Advertisement

"Alguma coisa não está certa aqui... Se Karl quisesse entrar em contato conosco, por que deixaria uma mensagem? Por que ele simplesmente não ligou para nenhum de nós? Ele disse que perdeu nossos números, mas tenho certeza de que ele deve ter apontado em algum lugar", disse Willie, com as sobrancelhas franzidas.

"Sim, amigo... Karl era um homem duro em nossa turma. Ele nunca se arrependia facilmente... Nunca foi de pedir desculpas ou ter conversas sentimentais como essa... O que será que deu errado?", questionou Ben.

"Acho que devemos descobrir o que está acontecendo, cara... Isso não se parece com ele... Nosso Karl era ousado... e falante. Por que ele nos evitaria? Talvez algo esteja realmente errado e ele esteja escondendo isso de nós..." Todd entrou em pânico.

Willie concordou com a cabeça e decidiu buscar respostas com Andrew, o único parente que ele sabia que Karl tinha na Califórnia. Ele suspeitava que Andrew pudesse saber algo sobre Karl, e os três entraram no carro e se dirigiram ao endereço do homem.

Imagem para fins ilustrativos | Foto: Unsplash

Imagem para fins ilustrativos | Foto: Unsplash

Advertisement

Os amigos foram imediatamente para a casa de Andrew e foram recebidos calorosamente por um homem alto, magro e careca.

"Andrew? O sobrinho do Karl?" cumprimentou-o Willie.

"Sim, mas eu o conheço os senhores?"

"Olá, prazer em conhecê-lo. Eu sou Willie, e eles são meus amigos Ben e Todd. Nós somos amigos de Karl... Nós íamos nos encontrar na praia hoje e queríamos saber se você sabe alguma coisa sobre...".

As sobrancelhas de Andrew se ergueram em um arco de surpresa. "Ei, então vocês são amigos do meu tio! Prazer em conhecê-los. Por favor, entrem!"

Willie, Ben e Todd trocaram olhares surpresos enquanto seguiam Andrew, procurando por uma foto recente de seu amigo Karl. Eles queriam ver como ele estava agora, mas, infelizmente, não encontraram nenhuma.

"Onde está Karl?" Willie perguntou a Andrew.

"Ele não entra em contato conosco há algum tempo e estamos preocupados. Estávamos esperando por ele na praia e encontramos esta nota. Karl me disse uma vez em uma chamada que tinha um primo aqui em Los Angeles. Ele me disse seu nome completo, e eu o encontrei no Facebook há muito tempo."

Advertisement

"Ah, essa nota! Vocês a receberam?" Andrew revelou que tinha sido ele quem fixou o recado no banco naquela tarde, surpreendendo os três amigos.

"Você deixou o papel para nós? Onde está Karl? O que aconteceu com ele?", exclamaram os três homens em choque.

Imagem para fins ilustrativos | Foto: Pexels

Imagem para fins ilustrativos | Foto: Pexels

"Meu tio me deu essa mensagem quando o visitei no verão passado. Ele me pediu para fixá-la no banco da praia de Santa Monica em 11 de junho de 2017, sem falta. Eu quase me esqueci disso, mas, felizmente, eu tinha colocado um lembrete no meu celular!"

"Isso é estranho", interrompeu Willie. "Sabemos que Karl está sempre ocupado com seus novos projetos de construção e alguns negócios milionários. Ele me disse que estava viajando de avião para se encontrar com clientes na última vez que conversamos. Mas será que ele está tão ocupado que não tem tempo para seus amigos? Queremos nos encontrar com ele, está bem? Pode nos dar o endereço dele na Espanha, por favor?"

Advertisement

Os amigos trocaram olhares preocupados quando Andrew caiu na gargalhada.

"O quê?! Meu tio e um negócio de um milhão de dólares? Ele está viajando de avião? Vocês estão brincando comigo? O tio Karl não tem dinheiro nem para uma passagem de avião para Los Angeles... Como ele pode ter um negócio milionário? Boa piada!!!"

Willie e seus amigos ficaram chocados com o que Andrew acabara de lhes contar. Por muito tempo, eles presumiram que seu amigo Karl era rico e estava acomodado na vida dos seus sonhos. Mas agora estavam tensos e preocupados, pois perceberam que tudo o que ele havia lhes contado era mentira.

"O que aconteceu com Karl? Por que sera que ele nos mentiu?" Willie entrou em pânico. "Ele disse mais alguma coisa?"

"Não! Já faz um bom tempo desde a última vez que o visitei. Ele não ligou e não está atendendo a nenhuma de minhas ligações", respondeu Andrew.

Os amigos imediatamente pegaram o endereço de Karl e foram para seus carros e, enquanto dirigiam em direção ao aeroporto, suas mentes se encheram de medo.

E se Karl estiver em apuros? E se ele estiver doente ou machucado e estiver mentindo para nós? Mas por que ele faria isso? Algo tinha que estar errado, pensaram, embarcando imediatamente no voo para a Espanha para ligar os pontos.

Advertisement

Imagem para fins ilustrativos | Foto: Unsplash

Imagem para fins ilustrativos | Foto: Unsplash

O voo pareceu uma eternidade, e os amigos mal se falavam. Eles estavam confusos e perdidos em seus próprios pensamentos, rezando para que seu amigo Karl estivesse bem.

Quando finalmente aterrissaram, foram recebidos pelo clima agradável e pelo belo litoral da Espanha. Mas os homens não puderam apreciar a paisagem e foram para a casa de Karl em um táxi. Ao chegarem, encontraram o portão trancado por dentro e um cachorro latindo em um canil.

"O que vamos fazer agora?" Todd se preocupou, com a voz trêmula.

"O que fizemos quando estávamos na escola!", disse Willie enquanto escalava o portão e pulava para dentro do complexo. Ben e Todd foram atrás dele e se dirigiram à porta, tirando o pó das calças.

Advertisement

"Tem alguém em casa? Karl? Está nos ouvindo?", bateram, com a tensão e o medo se instalando em suas entranhas. Enquanto isso, Karl espiou pelo buraco da porta para ver por que seu cachorro estava latindo e congelou de surpresa ao ver seus três amigos na porta.

Os homens esperavam que seu amigo ficasse feliz em vê-los e rezavam para que ele não os rejeitasse. Finalmente, a porta se abriu e lá estava Karl, segurando uma muleta, parecendo mais magro e mais velho do que eles imaginavam...

Imagem para fins ilustrativos | Foto: Unsplash

Imagem para fins ilustrativos | Foto: Unsplash

"KARL? AMIGO... É VOCÊ, AMIGO? NOSSA!" Os amigos o abraçaram com força e choraram como crianças. Por um momento, eles se esqueceram da viagem cansativa, do engano de Karl e de tudo o mais e ficaram felizes por vê-lo depois de 40 longos anos.

Advertisement

Os homens então se acomodaram na modesta sala de estar de Karl e fingiram que nada estava errado. Mas ao olharem para seus olhos cansados e encovados, suas condições de vida precárias e seu corpo magro, como se não tivesse comido por dias, não puderam deixar de perguntar por que ele teria mentido para eles.

"Karl, o que aconteceu com você, amigo? Por que está usando uma muleta? E por que mentiu para nós que era rico? Achávamos que você estava feliz e estabelecido."

"O que aconteceu, Karl? Onde está sua família? Conte-nos... Percorremos um longo caminho apenas por sua causa. Você precisa se manifestar agora... Sabemos que você está escondendo algo de nós... Vamos, diga a verdade."

Imagem para fins ilustrativos | Foto: Pexels

Imagem para fins ilustrativos | Foto: Pexels

Advertisement

As lágrimas brotaram nos olhos de Karl quando ele olhou para suas mãos trêmulas. Ele não queria chorar na frente de seus amigos, mas agora não havia como se livrar.

"Não sei o que aconteceu comigo! Acho que esse é o meu destino... acho que foi isso que Deus planejou para mim", ele começou a chorar.

"Cheguei à Espanha para construir meus sonhos com minha namorada. Não consegui ir para a faculdade depois que meus pais morreram em um acidente de trânsito, então comecei a trabalhar como construtor. Um dia, caí de um prédio e machuquei a coluna. Os médicos me disseram que eu precisaria de uma cirurgia cara para voltar a andar. Minha namorada me deixou e eu não conseguia voltar ao meu antigo emprego. Então, comecei a trabalhar como zelador em uma escola. Percebi que minha vida era só isso. Fiquei feliz por vocês e pelas metas que alcançaram. Eu tinha vergonha de contar a vocês sobre meus fracassos, então inventei histórias sobre meus negócios e vilas europeias! Eu não queria ser motivo de chacota, pessoal. Não queria que vocês sentissem pena de mim e pensassem que eu era um perdedor. Isso ia partir meu coração."

"Você é tão ESTÚPIDO, Karl!", enfureceu-se Willie. "Como pôde pensar que iríamos zombar de você? Não é para isso que servem os amigos, seu tolo. Nós o teríamos ajudado!"

Advertisement

"Você não pensou uma vez sequer que deveria ter nos contado tudo? Se tivesse feito isso, sua vida poderia ter sido completamente diferente, seu idiota... Como é que nos fez isso, Karl? Quem pensa que somos nós?

Willie, Ben e Todd estavam furiosos com Karl por ter escondido a verdade, mas sabiam que não podiam deixá-lo assim. Então, eles imediatamente elaboraram um plano para transformar a vida dele.

"Pode nos dar licença por um minuto?", disse Willie, reunindo seus outros dois amigos do lado de fora. Momentos depois, eles se aproximaram de Karl com uma decisão de fazer chorar.

Imagem para fins ilustrativos | Foto: Pexels

Imagem para fins ilustrativos | Foto: Pexels

"Faça suas malas e fique pronto, amigo! Partiremos para Los Angeles em quatro dias!", disse Willie enquanto Ben e Todd abraçavam Karl.

Advertisement

"Vocês vão me levar convosco? Para Los Angeles?" Karl começou a chorar.

"E depois para o México! Eu estava procurando um bom parceiro de negócios para me ajudar na minha loja de iscas... Então você vai vir comigo depois disso! Minha casa está vazia... você pode ficar lá!", acrescentou Todd.

Os amigos até concordaram em contribuir para a cirurgia de Karl e para que ele se recuperasse quando chegassem a Los Angeles.

"Galera, é incrível! Vocês estão falando sério?" Karl derramou lágrimas de alegria.

"Para que servem os amigos, Karl? Uma promessa feita uma vez é uma promessa que será mantida por toda a vida! Vamos embora... É hora de voltar à vida que deixamos para trás na praia há 40 anos!", disse Willie enquanto todos choravam em um abraço em grupo.

"Agora que tudo está resolvido, que tal nos deliciarmos com um pouco de vinho e um passeio pela Espanha antes de voltarmos para casa?" disse Ben, rindo.

Karl riu, oferecendo-se para ser o guia turístico. Assim, nos dias seguintes, os velhos amigos passearam pela Espanha, aproveitando o clima quente como adolescentes em uma excursão e rindo de garotas gostosas em trajes de banho na praia. Eles aproveitaram a paisagem, banqueteando-se com as deliciosas especialidades espanholas e com o vinho que suas barrigas aguentavam!

Advertisement

Quatro dias depois, Ben, Todd, Karl e Willie, os inseparáveis melhores amigos, fizeram outra promessa antes de o avião decolar para Los Angeles.

"Devemos nos encontrar todo dia 11 de junho em Santa Mônica, no mesmo banco, até que Deus nos chame, certo?" Willie estendeu a mão para a promessa. "E não importa o que aconteça, nada mais de segredos entre nós... e nada mais de mentiras, combinado?"

"Nós prometemos!", juraram os outros três enquanto o avião decolava para o céu.

Imagem para fins ilustrativos | Foto: Unsplash

Imagem para fins ilustrativos | Foto: Unsplash

O que podemos aprender com essa história?

  • Os verdadeiros amigos não apenas compartilham sua alegria, mas também suas tristezas. Portanto, nunca minta para eles. Karl escondeu sua miséria de seus melhores amigos, achando que eles teriam pena dele e ririam dele depois de saber de suas dificuldades. Mas ele estava errado, pois seus amigos imediatamente se empenharam em melhorar sua vida depois de saberem a verdade. Eles eram as verdadeiras jóias de sua vida.
  • Se você ama alguém incondicionalmente, fará de tudo para deixá-lo feliz. Willie, Ben e Todd estavam dispostos a percorrer qualquer distância para encontrar seu amigo Karl, então voaram de Los Angeles para a Espanha para encontrá-lo e saber se ele estava bem. A amizade deles era tão incondicional e pura.

Advertisement

Diga-nos o que achou e compartilhe essa história com seus amigos. Ela pode inspirá-los e alegrar seus dias.

Este artigo foi inspirado em histórias da vida cotidiana de nossos leitores e escrito por um escritor profissional. Qualquer semelhança com nomes ou locais reais é mera coincidência. Todas as imagens são apenas para fins ilustrativos. Compartilhe sua história conosco; talvez ela mude a vida de alguém. Se quiser compartilhar sua história, envie-a para info@amomama.com.

Advertisement

Subscribe if you like this story and want to receive our top stories!
By subscribing, you agree to our Privacy Policy

Advertisement